Gilson Pneus

Se você tem um carro ou pelo menos dirige às vezes com certeza já ouviu falar do famoso alinhamento de rodas. Talvez não entenda exatamente para que ele serve, mas entende o suficiente para saber que ele é importante.

Entretanto eu devo te alertar que ele é bem mais crucial do que você sequer consiga imaginar. Embora este tipo de manutenção hoje em dia seja feito em conjunto com o balanceamento de rodas ou geometria do carro, é interessante saber o que ela faz de fato.

Lembrando, que ainda que você tenha pneus da melhor qualidade, não há como ignorar essas manutenções. Sempre que você adia uma manutenção no carro acaba correndo riscos de estragar ou danificá-lo ainda mais.

Quando você não coloca no lugar ou então aperta o parafuso certo na hora certa, está fazendo com que seu carro rode de maneira inadequada. Talvez você não sinta as consequências no curto prazo.

Entretanto é válido dizer que estamos correndo sérios riscos por conta disso. Há casos onde o carro pode sair completamente de controle, causando acidentes que podem ser graves. E este é o caso do alinhamento, que não deve ser ignorado ou postergado.

Então vamos hoje falar tudo o que você precisa saber sobre o alinhamento de rodas.

Alinhamento de rodas

Primeiramente é importante entender que o foco desta manutenção é deixar as rodas em uma faixa paralela perfeita. Ou seja, elas estarão indo na mesma direção sempre, seja em linha reta ou em curva.

Entretanto pode ser interessante dizer que um mal alinhamento começa a ser percebido na tendência do carro de “puxar” mais para a esquerda ou para a direita. Muitas vezes isso é sentido esporadicamente, mas pode ser comum essa sensação ir se tornando permanente.

Alinhamento de rodas para que serve

O fato é, se cada pneu está indo para um lugar, um problema sério começa a acontecer. A tração causada pelo motor em um pneu começa a se anular com a de outro pneu. Sendo assim você encontra os primeiros problemas de aceleração.

Seu carro irá consequentemente consumir mais combustível, e claro, a troca do óleo também se faz mais constante. Só que os problemas não param por aí, você começa a encontrar também um desgaste maior dos pneus.

E o pior, esse desgaste normalmente é feito não só de forma acelerada, como também bastante desigual. O resultado são pneus que precisam ser trocados de forma muito mais rápida.

Se comparar o aumento do consumo de combustível e as trocas extras a manutenção de alinhamento se torna muito mais barata do que fazer tudo certo. Principalmente no longo prazo, já que várias outras partes do carro sofrem também.

Então fique ligado caso o carro esteja indo para os lados sozinho ou se o seu volante estiver desalinhado quando você dirigir em uma linha reta. Volantes que não voltam facilmente depois de uma curva também são um sinal relevante.

A roda subindo constantemente no meio fio ou batendo em objetos que você desviou também é um sinal.

Lembre-se, quaisquer dúvidas estamos prontos para lhe atender: (21)2473-6868