Gilson Pneus

Nós falamos vários temas aqui já sobre pneus. Entretanto normalmente o que você vai encontrar é uma análise sobre funcionalidades e necessidades especiais que alguma marca vai ter.

Entretanto hoje eu quero ir um pouco além. Quero trazer para você um tema sobre uma das principais manutenções que um carro precisa ter: “Balanceamento de pneus: Qual sua importância?”

Balanceamento de pneus

Talvez você faça o balanceamento dos pneus de maneira regular, talvez não. Muitos inclusive tentam economizar ao máximo simplesmente ignorando essa necessidade. Mas no final das contas eu quero te mostrar que esta não é nem de perto uma boa ideia, pois é importante saber que as escolhas precisam sempre ser feitas de maneira consciente pelo bem da sua segurança enquanto dirige o seu veículo.

Você precisa colocar tudo no papel e entender se vale ou não a pena ignorar algo assim no longo prazo. Sem contar que é interessante colocar a sua segurança em consideração, já que ela vale bem mais do que muito dinheiro.

Sendo assim vamos hoje debater um pouquinho sobre este tema, ver porque essa manutenção é tão crucial e como podemos melhorar e aumentar a vida útil do nosso carro desse jeito.

Balanceamento de pneus: Qual sua importância?

Primeiramente é importante entender que o balanceamento não é a mesma coisa que a cambagem ou alinhamento. Embora normalmente todas essas manutenções sejam feitas ao mesmo tempo e este é mesmo o recomendado.

Se você trabalhou a geometria do carro, então esta manutenção esteve inclusa, fique tranquilo.

O principal fator de importância é a segurança, pois pneus desbalanceados acabam dificultando algumas manobras. Normalmente você percebe isto como um ponto duro e desequilibrado.

Quando você vai aumentando a velocidade o carro começa a balançar e chacoalhar. Isto é um sinal de alerta que não pode ser ignorado, já que você perde muita estabilidade na pista. O que pode causar acidentes, tanto pela dificuldade extra na direção, como por respostas inimagináveis do carro.

Outro fator que faz com que esta seja uma manutenção importante é o desgaste desigual dos pneus. Muitas vezes você será obrigado a fazer uma troca quase que na metade do tempo necessário se o balanceamento não estiver em dia.

O resultado é um gasto muito maior do que o próprio valor da manutenção em muito pouco tempo.

Quando fazer a manutenção?

Bom, é interessante você pensar em fazer esse balanceamento a cada 6000 km, ou pelo menos a cada 10000 km. Trocar o óleo também é um marco que pode ser feito com o balanceamento, fazendo com que você não se esqueça dele.

Claro que manutenções no eixo, roda ou qualquer parte diretamente ligada à roda exige que você faça o balanceamento também. Até mesmo no caso de batidas e outras situações que esforcem demais o carro.

Lembre-se, quando você mantém isto em dia acaba ganhando mais em desempenho e durabilidade. Você economiza pneus e também combustível, pela melhor aceleração.

Mas e aí, ficou alguma dúvida? Então não deixe de nos ligar que estaremos sempre prontos para lhe atender: (21) 2473-6868