Gilson Pneus

Por mais que a maioria de nós pensemos que o carro é movido à gasolina, álcool ou gás, a verdade é que ele não vai a lugar nenhum sem eletricidade. E não estou falando de nenhum modelo moderno da Tesla não. Qualquer carro que estejamos falando precisa de energia elétrica para funcionar.

Não somente para periféricos como o rádio e faróis, mas também para poder dar a partida, por exemplo. Seja um fusquinha ou uma Ferrari, você vai precisar de uma bateria em excelente estado de funcionamento se quiser dirigir com segurança.

Uma pane na parte elétrica não é nada agradável. Além de te deixar na mão no meio da rua, pode acabar fazendo com que você acabe se envolvendo em um acidente. Não é raro ver um alternador ou correia quebrada. Entretanto a bateria é a principal vítima.

E quando ela para não adianta que o resto esteja funcionando bem. Sendo assim é necessária uma excelente aquisição, pensando em longo prazo. Não economize nesta peça!

Mas se você quer fazer uma viagem e dirigir sem medo, hoje vou te ensinar como se faz um teste de bateria. Lembrando que o ideal mesmo é levar seu carro até nossa loja para que possamos fazer um serviço profissional

Teste de bateria

Como se faz um teste de bateria? Passo a Passo

Primeiramente é preciso dizer que é necessário possuir um multímetro para fazer um teste preciso da bateria do seu carro. Alguns dizem que os testes da bateria podem ser feitos com uma observação da luminosidade dos faróis sem que o motor esteja ligado, assim como a potência de outros periféricos elétricos do carro.

Entretanto este não é um teste muito seguro, e só irá pegar os problemas que já estiverem bem avançados. O ideal é realmente verificar se tudo está indo do jeito que deveria ser. Para isto o ideal é que você desconecte os terminais da bateria do carro em geral.

Não há a necessidade de se retirar a bateria do carro em si, ela pode permanecer no lugar. Basta então colocar as pontas de prova do multímetro de maneira direta, ou seja o negativo do multímetro no negativo da bateria ao mesmo tempo em que o positivo da bateria está no positivo do multímetro.

Uma conexão contrária não trará danos, mas trará um resultado negativo. Entretanto o resultado com o carro desligado deve ser em média 12,6 v. Então o teste deve ser refeito, mas agora com a bateria ligada novamente ao sistema do carro.

Meça com o carro desligado e ligado. A tensão com ele desligado deveria em tese ser a mesma ou muito próxima, com a variação de alguns poucos décimos no máximo. Já com o carro ligado deve haver um acréscimo de 1 ou 2 v. Chegando até próximo de 15 v.

Mas se o carro ligado não chegar perto de 13,5v, provavelmente há algum problema. Provavelmente no seu alternador. Lembrando que basta o alternador estar girando, não é necessário que o carro esteja em si acelerando.

No mais é isso, quaisquer dúvidas, é só fazer um teste de bateria profissional conosco