Gilson Pneus

A troca de correia dentada deve ser feita sempre que necessário, porém muitas pessoas deixam para lá. Em tese, a funcionalidade desse item é sincronizar o virabrequim e essa peça tem uma função essencial.

Trata-se de efetuar a transferência de força do motor às rodas e também em relação ao comando das válvulas. Esse é o processo que faz a realização do fluxo de fases e ainda no interior desse cilindro.

Todo o processo de manutenção, revisão e troca da correia dentada é fundamental para o veículo. Sendo assim, é importante entende melhor como funciona a correia dentada para saber a hora de trocá-la

Qual o prazo correto para fazer a troca de correia dentada?

É primordial estar atento aos prazos para que a troca e revisão da correia dentada seja feita corretamente. O seu funcionamento não gera qualquer tipo de alteração significativa ou mesmo perceptíveis no desempenho do carro.

Troca da correia dentada

Não dá para prever ou sentir qualquer rompimento eventual e por isso é importante ter muita atenção. O mais relevante é ficar de olho e descobrir o prazo correto para efetuar a troca de correia dentada da forma correta. Basicamente, a troca da correia dentada do motor precisa ser realizada quando o veículo completa 40 mil km. No entanto, em alguns carros que forem bem cuidados podem ter a troca ampliada para cerca de 50 mil km.

É necessário citar que a troca também pode vir a ser de acordo com o tempo e não só com a quilometragem. Dessa fora, a cada 5 anos é preciso realizar a manutenção.

O que acontece se a troca não for feita?

O carro pode estar bem cuidado e, mesmo assim, a troca de correia dentada é totalmente obrigatória. A eficiência da peça é perdida e pode sofrer alguma ruptura, acarretando problemas para o motor.

Certamente que não para somente nisso e pode ser que até mesmo outras peças do carro sejam prejudicadas. Em via de regra, a melhor alternativa é consultar o manual do veiculo e descobrir os prazos corres para a troca.

No momento em que a substituição for realizada, é necessário pedir que o esticador também seja trocado. Já que é o grande componente responsável por manter a tensão nos níveis recomendados e não deixando a correia frouxa.

Se a troca de correia dentada for realizada sem a reposição do esticador, o tempo de vida da peça é diminuído. O motor de um veículo é um sistema e é dividido em partes, porém todas são ligadas vitalmente. Dessa maneira, se alguma der problema, a tendência natural é que muitas outras comecem a falhar também.

Por fim, é importante ter cuidado nas manutenções e sempre estar fazendo, pois o veiculo precisa dessa atenção. A troca de correia dentada é parte disso e o principal é cuidar daquilo que te pertence, ou seja, do carro